clinicamente-01.jpg
icone-telefone.png

(21) 34900301

Especialidades

especialidades2-01.jpg
O psicólogo é responsável por tratar os fenômenos psíquicos e de comportamento do ser humano por intermédio da análise de suas emoções, pensamentos e valores. Ele diagnostica, previne e trata doenças mentais, distúrbios emocionais e de personalidade. Ele observa e analisa as atitudes, os sentimentos e os mecanismos mentais do paciente e procura ajudá-lo a identificar as causas dos problemas, a fim de amenizar o sofrimento psíquico.
O Atendimento pode ser Presencial ou On Line.

 

O psicopedagogo estuda o processo de aprendizagem humana, seu trabalho consiste em ser o facilitador da aprendizagem prazerosa, ele orienta a criança como estudar, buscando a melhor forma de aprender, considerando a singularidade de cada indivíduo. 
Ao perceber o problema, é recomendado que haja avaliação minunciosa de um especialista da saúde como psicólogo, neurologista e/ou pediatra, a fim de certificar de que o problema não seja de outra ordem. De acordo com pesquisas, a grande maioria dos casos que chegam aos consultórios como dificuldade de aprendizagem, são na verdade de ordem psicossocial associados a questões socioemocional da criança. 
No curso do tratamento, caso o psicopedagogo identifique outros problemas, ele deverá encaminhar ao profissional pertinente à área da dificuldade, como psicólogo, fonoaudiólogo, neurologista, ou outro profissional qualificado para compor o tratamento de forma multidisciplinar.
Para a sua análise com a criança, o psicopedagogo utilizará recursos como jogos, desenhos, brinquedos, brincadeiras, conto de histórias e outras situações que forem oportunas.

 

O psiquiatra é uma especialidade da medicina que tem como finalidade o diagnóstico, tratamento, prevenção e reabilitação dos mais variados distúrbios mentais, sejam eles de origem orgânica ou funcional. Como a esquizofrenia, transtorno bipolar, depressão entre outros.
O principal objetivo do tratamento psiquiátrico é aliviar o sofrimento psíquico, trazendo bem-estar psíquico aos seus pacientes. Para isso é necessário uma avaliação detalhada do indivíduo, avaliando as perspectivas biológicas, psicológicas e até mesmo culturais.
O psiquiatra comumente trabalha com outros profissionais da área de saúde, como Neurologistas, Psicólogos e Psicanalistas, ajudando na avaliação e no tratamento. É muito importante o tratamento Psicoterapêutico juntamente com um tratamento psiquiátrico, a fim de melhorar o desempenho do tratamento.
O Psiquiatra, poderá receitar medicamentos para aliviar os sintomas provenientes do problema de saúde mental do indivíduo, enquanto o psicanalista ajuda-o a entender e enfrentar estes problemas. Os dois trabalham em conjunto até que o indivíduo possa deixar de usar os seus medicamentos (em alguns casos) e aprender a como lidar com seus problemas de forma autônoma.

 

O terapeuta ocupacional estuda e emprega atividades de trabalho e lazer no tratamento de distúrbios físicos ou mentais e de desajustes emocionais e sociais. Ele usa tecnologias e atividades diversas para promover a autonomia de indivíduos com dificuldade de integrar-se à vida social em razão de problemas físicos, mentais ou emocionais. Elabora planos de reabilitação e adaptação, buscando desenvolver no paciente autoconfiança. Também cria e faz a avaliação de atividades físicas, podendo prestar atendimento individual ou em grupo.
O fonoaudiólogo é o profissional da área de saúde que trabalha com os diferentes aspéctos da comunicação humana (linguagem oral e escrita, fala, voz, audição), das funções responsáveis pela deglutição, respiração e mastigação. Desenvolve atividades voltadas à promoção da saúde, prevenção, orientação, avaliação, diagnóstico e terapia. Pode compor equipes com outros profissionais, como fisioterapeutas e psicólogos e terapeutas ocupacionais.

 

O neurologista infantil ou neuropediatra acompanha o desenvolvimento neurológico da criança, através de exame clínico minucioso e análise das aquisições motoras, cognitivas e de linguagem ao longo do tempo, permitindo diagnosticar e tratar doenças, como Autismo, Síndromes genéticas, Dificuldade escolar, Dores de cabeça ou cefaleia, Hiperatividade e déficit de atenção (TDAH), Tics, gagueira, Epilepsia e crise convulsiva, Dificuldade ou atraso para caminhar ou falar, Distúrbios do sono (como insônia, terror noturno, etc), Desmaios, Infecções do sistema nervoso (como meningites e encefalites), Paralisia cerebral, Doenças musculares, Doenças degenerativas do sistema nervoso central e periférico, entre outras.

 

O neuropsicólogo trabalha com uma interface e aplicação da psicologia e da neurologia, que estuda as relações entre o cérebro e o comportamento humano, no caso de lesões, malformações, alterações genéticas ou qualquer agravo que afete o sistema nervoso e causem déficits (alterações) em diversas áreas do comportamento e da cognição humana. Compreende como o cérebro influencia em nossas funções cognitivas, tais como: Atenção, Memória, Raciocínio, Capacidade de julgamento, Comportamento, Emoções. Age na mensuração e tratamento (através de treino cognitivo e reabilitação) dos danos.

 

O nutricionista investiga e controla a relação do homem com o alimento para preservar sua saúde. Ele planeja, administra e coordena programas de alimentação infantis, adolescentes, adultos e de idosos. Define cardápios, sugerindo pratos variados e equilibrados, que supram as necessidades nutricionais dos clientes, pacientes ou hóspedes. Orienta e prescreve dietas individuais ou de grupo para diabéticos, hipertensos, obesos e pacientes de doenças renais, hepáticas ou qualquer outra cujo tratamento exija acompanhamento alimentar específico.